Devastados pela Guerra do Vietnã e pelo fim do idealismo da década de 1960, os Estados Unidos haviam se transformado, entre 1968 e 1972, no palco de uma epidemia de sequestros de avião. Num tempo em que as regras de segurança nos aeroportos praticamente não existiam, homens e mulheres desesperados e desiludidos, ou com alguma agenda política revolucionária, tomavam o controle de jatos comerciais quase uma vez por semana, usando armas, bombas ou frascos de ácido. Roger Holder e Cathy Kerkow assumiram o comando do Voo 701 da Western Airlines no dia 2 de junho de 1972. Com um misto de malandragem e estupidez sortuda, o casal atravessou o Atlântico em direção à África, e ainda recebeu meio milhão de dólares como resgate, num sequestro que hipnotizou o país. Na Argélia se juntam a uma comuna de Panteras Negras exilados e têm de disputar seu resgate com o ditador do país. Na fuga rumo à Paris vivem dias vertiginosos, e na capital francesa vivem seus dias de glória, frequentando a alta sociedade e convivendo com artistas, aristocratas e intelectuais como Jean-Paul Sarte, Yves Montand e Joan Baez. Com uma narrativa contagiantes, cheia de humor e em ritmo de thriller, Brendan Koerner traça um painel minuciosa da época, seguindo essa incrível história dos autênticos Bonnie e Clyde do espaço aéreo.

CEU NOS PERTENCE, O

REF: 9788537811764
R$10,00Preço
  • Detalhes do produto

    • Capa comum: 332 páginas
    • Editora: Zahar; Edição: 1 (27 de fevereiro de 2014)
    • Idioma: Português
    • ISBN-10: 8537811769
    • ISBN-13: 978-8537811764
    • Dimensões do produto: 22,8 x 15,8 x 1,8 cm
    • Peso de envio: 599 g