VENCEDOR DO PRÊMIO JABUTI 2013 - Melhor capa Perseguição, de Alessandro Piperno, apresenta como protagonista Leo Pontecorvo, um oncologista pediátrico de 48 anos e de fama internacional. Quando acusado de um crime, a honestidade de professor e médico e os detalhes de sua vida íntima passam a ser questionados por todos, incluindo sua família. Assim, da noite para o dia, Leo se vê transformado no objeto preferido da censura pública: vítima de ódio, intriga, delação, calúnias e intimidações. A história começa quando, numa viagem com a família, ele recebe uma carta estranha da namorada de 12 anos de seu filho. Em vez de deixar para lá e esquecer, talvez devido à sua soberba e à necessidade de ser amado, o protagonista não só responde como troca muitas outras mensagens com a menina. Lendo assim pode parecer apelativo e surreal. Impressão. Perseguição possui uma história complexa, um lado psicológico denso e um debate importante de temas atuais. Inicialmente, todos podem pensar que será mais um thriller de aventura, uma história de perseguição ou a já batida tentativa do protagonista em provar sua inocência. Ao invés da linearidade, Piperno lança mão de intercalações de fatos e épocas, mesclando o presente – o sofrimento de Leo ante o desenrolar dos fatos – com o passado – eventos que culminaram no episódio central e que ajudam o leitor a compreender o porquê de certas atitudes do médico. Dada a destreza do autor, em nenhum momento o leitor fica confuso; é como se tudo se complementasse. Outra mistura realizada por Piperno ocorre entre texto e imagem, relação que só será compreendida no terço final da história. Todos os erros cometidos pelo protagonista têm origem no jovem mimado que desconfia sempre que está sendo contrariado. Apesar de ser um médico famoso e ultradedicado que lida com crianças diariamente, ele é imaturo, carente e bastante ausente em casa. Muito provavelmente, Leo encontrou nessas crianças do hospital pessoas emocionalmente parecidas com ele. E talvez por isso tenha aceitado a situação criada pela namorada do filho. Ao final do livro o leitor perguntará: será que vivemos sempre à mercê do inconsciente? Mesmo que racionalmente neguemos, seria possível? Quanto aos personagens, estaria certa a esposa em nem ao menos duvidar da história? Estaria certo o marido em achar a postura da esposa injusta?

PERSEGUIÇÃO

SKU: 9788528615654
R$10,00Preço