O Romantismo modificou radicalmente o senso do sublime. A subjetividade e o pensamento irracional ganharam prestígio, fazendo surgir uma nova forma de arte. Neste conjunto de ensaios, o crítico e musicista Charles Rosen passeia pela obra de autores como Balzac, Byron, Flaubert, Hölderlin e Wordsworth. Analisa também gênios da pintura e da música romântica. Neles, busca certos elementos que possam enriquecer as leituras possíveis daquele contexto histórico e da arte que então se produziu. Tradução José Laurenio de Melo Coedição Editora Unicamp

Poetas Românticos, Críticos e Outros Loucos

SKU: 9788574801896
R$59,00Preço